telefone(85) 4009.6300

Setor de reciclagem se prepara para enfrentar desafios do futuro

19/06/2015 - 12h06

O Ceará é hoje o estado brasileiro que mais recicla, proporcionalmente ao número de habitantes. Considerando somente o segmento de plástico, são mais de duas centenas de empresas atuando na reutilização desse material, movimentando cerca de R$ 40 milhões por mês. Esses números, porém, poderiam se maiores caso houvesse uma melhor organização da cadeia produtiva de reciclagem. É nesse sentido que o Sindicato das Empresas de Reciclagem de Resíduos Domicílios e Industriais do Ceará (Sindiverde) e a  Câmara Setorial de Reciclagem, iniciaram hoje (19/7) na FIEC as discussões para a elaboração do planejamento estratégico do segmento para os próximos anos.

Segundo o presidente do Sindiverde, Marcos Albuquerque, um dos pontos que o planejamento vai ajudar será na possibilidade de se dimensionar melhor o setor no Ceará. "Há muitas empresas que dizem trabalhar com reciclagem, mas nós só podemos ter referencial a partir das que são formalizadas". Ele destaca que o caminho que será criado com o planejamento estratégico vai gerar um norte capaz de orientar o segmento. Marcos Albuquerque admite que esse problema não é apenas no Ceará, mas em todo o Brasil. No caso do Estado, diz ele, a vantagem é que o segmento está se preparando para lidar com esse cenário de maneira estratégica, ressalta.

Acompanhe o Sistema FIEC nas redes sociais:

SESI - ​​Serviço Social da Indústria | CNPJ: 03.804.327/0001-04
Av. Barão de Studart, 1980 - 1º andar - Aldeota - Fortaleza/CE - CEP: 60.120-024
Política de Privacidade & Copyright