telefone(85) 4009.6300

SESI Ceará alerta para os riscos da hipertensão arterial

26/04/2021 - 16h04

Hoje, 26 de abril, é celebrado o Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial. Por essa ser uma doença crônica que atinge milhares de pessoas, o SESI Ceará reforça as causas, os sintomas e os cuidados necessários para evitar essa disfunção que pode aumentar o risco para outras doenças como o infarto, a insuficiência cardíaca, o acidente vascular encefálico (AVC), as arritmias cardíacas, a demência e a doença renal crônica.

De acordo com a cardiologista do SESI, Welida Barbosa (CRM 15224), apesar dos riscos à saúde, a hipertensão arterial é fácil de ser diagnosticada e tratada. “Verifique a pressão arterial e procure um médico se ela der igual ou acima de 140x90 mmHg”, alerta.

Causas
A médica explica que a maioria das pessoas possuem a hipertensão primária, que não tem uma causa específica, mas existem fatores que levam o indivíduo a desenvolver um quadro de hipertensão, como: genéticos, quando a família apresenta outros casos; idade, cerca de 65% dos indivíduos acima de 60 anos são hipertensos; sobrepeso/obesidade, existe uma relação direta entre o ganho de peso e a doença.
Assim como o sedentarismo; o consumo de álcool; o uso indiscriminado de alguns medicamentos e de drogas ilícitas, e, ainda, a ingestão excessiva de sódio. “Essa é uma das principais causas de hipertensão e o fator mais simples de modificar. Reduza o consumo de sal”, orienta Barbosa.

Sintomas
Geralmente é uma doença assintomática, silenciosa. Muitas vezes os pacientes se queixam de cefaleia e pensam que ela é causada pela pressão alta, porém, o que ocorre na maioria das vezes é o contrário, a pressão sobe em decorrência da dor. Situações como dor, estresse físico ou psicológico, esforço físico causam elevação da pressão arterial, mesmo sem a pessoa ser hipertensa.

Dicas
Para evitar a hipertensão, Barbosa orienta a manutenção de uma dieta saudável, a base de alimentos mais naturais como frutas, verduras, legumes, cereais, leite e derivados, reduzindo o consumo de gorduras e evitando o uso excessivo de sal, alimentos industrializados e condimentados. Além, claro, da realização de exercícios físicos regularmente, no mínimo 150 minutos semanais; evitar o ganho de peso; reduzir o consumo de bebidas alcoólicas; controlar o estresse emocional; parar de fumar e não consumir drogas ilícitas.
Outra dica é buscar desenvolver a espiritualidade. “Um estudo mostrou que mulheres que lidavam com situações de estresse usando a espiritualidade e a religiosidade tinham menor risco de desenvolver hipertensão arterial”, relata a especialista em cardiologia.

O SESI Ceará oferece atendimentos com médicos cardiologistas em suas unidades do Centro, Parangaba e Maracanaú. Caso ache necessário procure uma das nossas clínicas que profissionais especializados estão à disposição com foco no seu bem-estar e qualidade de vida. Para mais informações e marcação de consultar clique AQUI.

Acompanhe o Sistema FIEC nas redes sociais:

SESI - ​​Serviço Social da Indústria | CNPJ: 03.804.327/0001-04
Av. Barão de Studart, 1980 - 1º andar - Aldeota - Fortaleza/CE - CEP: 60.120-024
Política de Privacidade & Copyright